Playlist

terça-feira, 8 de maio de 2012

O Santos e a FPF

Não queria abordar esse tema. Relutei muito até decidir escrever. A Federação Paulista de Futebol coroou o péssimo campeonato Paulista e resolveu tirar da equipe do Guarani a possibilidade de jogar em Campinas, levando as duas partidas da final para o estádio do Morumbi.

O time santista e flagrantemente de melhor qualidade do que o time de Campinas. Afinal de contas, o time da Vila Belmiro tem PH Ganso, Neymar, Arouca e mais uma dezena de ótimos jogadores, enquanto que resta ao time Campineiro apenas a imagem de jogadores guerreiros que até o ano passado não tinham salário em dia.

Isso tudo é verdade, mas não ganha jogo. Lembramos que o Santos sofreu para derrotar o São Caetano nas finais de 2007, e mesmo com os craques de 2010, sofreu muito para desbancar o Santo André na final. Em ambas as vezes, os times jogaram ambos os jogos na Capital Paulista.

Após a decisão da FPF em levar os dois jogos para São Paulo, o recado para os times pequenos foi claro! A elitização do futebol não pode permitir sequer a possibilidade do time de maior investimento ser derrotado.

É verdade, a FPF tem poderes sobre o mando de campo, conforme o regulamento. 

Art. 5º - Na determinação do número de mandos de jogos de cada Clube foi utilizado o critério técnico, observada a classificação do Campeonato Paulista - Primeira Divisão - Série A1 de 2011. 

§ 1º - A designação do local onde serão realizadas  as partidas entre Santos Futebol Clube, São Paulo Futebol Clube, Sociedade Esportiva Palmeiras e Sport Club Corinthians Paulista competirá ao DCO. 

§ 2º - A designação do local onde serão realizadas  as partidas da fase de quartas de final, semifinal e final da Competição caberá ao DCO. 

Porém entendo o futebol como manifestação popular, sendo os clubes a maior expressão disso. Os clubes de futebol nasceram no país desde o começo do século passado para poder representar a sociedade local. É uma manifestação popular. E como tal deveria ser repeitada.

Ao retirar os jogos finais de Campinas, a FPF avilta os clubes do Interior, relegando-os a meros participantes do campeonato.

Acredito que time de futebol existe pra representar a suas cores e o seu povo, a sua cidade. Se é pra ganhar dinehiro, abra um banco! 

Sei que se o Santos jogar 19 partidas contra o Guarani, talvez ganhe 18 e empate 1, mas não se pode tirar o direito (pelo menos para mim) do Guarani representar o comunidade de Campinas jogando para o seu público. 

Marcelo Alves Bellotti

Nenhum comentário:

Postar um comentário