sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Guerrero suspenso por 1 ano por Dopping

Saiu a sentença do julgamento de Paolo Guerrero pelo Tribunal da FIFA. O julgamento começou em 30 de novembro e somente ontem foi dada a sentença. Guerrero foi condenado a 1 ano de suspensão. O jogador mostrou positivo para o metabólito de cocaína, a benzociônzona, uma substância incluída na Lista de Proibições de 2017 da WADA sob a classe "S6" - Estimulantes"

Para entendimento, a substância é encontrada em alguns chás de origem medicinal. Sua utilização é principalmente nos países andinos, como Bolívia ou Peru e uma de suas características é de aumentar a energia. A substância foi encontrada após um jogo em Buenos Aires, onde não existe problemas com altitude, nos dias que antecederam o jogo contra a Argentina. O atleta apresentava sintomas de gripe e a defesa do atleta afirma que ele ingeriu o chá de Coca sem o seu conhecimento.

A suspensão foi recebida com muita decepção pelos advogados de Guerrero, que prometem recorrer da decisão ao TAS. No julgamento foi ouvida a nutricionista da seleção peruana, Eudith Saavedra, que lhe receitou o chá. Também contou com o auxílio do bioquímico L.C. Cameron, coordenador do Laboratório de Bioquímica de Proteínas da UNIRIO, que conseguiu reunir provas de que a concentração do metabólito na urina do atleta era muito baixa.

A punição tem efeito a partir de 3 de novembro. Caso confirmada em segunda instância, Paolo Guerrero está fora da Copa do Mundo. O Flamengo também aguarda decisão definitiva, pois o contrato dele com o clube prevê a rescisão nesses casos. O contrato do jogador com o clube vai até a metade do ano que vem.

Confira a Nota Oficial da FIFA: 

Em 7 de dezembro de 2017, o Comitê Disciplinar da Fifa decidiu, após analisar todas as circunstâncias específicas do caso, suspender o jogador peruano Paolo Guerrero por um ano. O jogador testou positivo para o metabólico da cocaína Benzoilecgonina, uma substância incluída na lista proibida da Wada de 2017 sob a classe "S6. Estimulantes", depois de um teste de controle de doping conduzido após o jogo das eliminatórias da Copa do Mundo de 2018 na Rússia jogado em Buenos Aires, Argentina, em 5 de outubro de 2017.

Por testar positivo para uma substância proibida, o jogador violou o artigo 6 das Regras Antidoping da Fifa e, também, infringiu o artigo 63 do Código Disciplinar da Fifa.

O período da suspensão começa em 3 de novembro de 2017, a data no qual o jogador foi suspenso provisoriamente pelo presidente do Comitê Disciplinar da Fifa. Em acordo com o artigo 29 das Regras Antidoping da Fifa, a suspensão cobre, entre outras coisas, todos os tipos de jogos, incluindo domésticos, internacionais, asmistosos e jogos oficiais. Os temos da decisão foram devidamente notificados hoje.


terça-feira, 31 de outubro de 2017

Valentim é solução?

O  Palmeiras apresenta o terceiro técnico da temporada de 2017. O começo de 2017 apresentava Eduardo Batista como técnico que chegava no lugar de Cuca para iniciar um trabalho após uma temporada brilhante coroada com o título brasileiro.

Já na efetivação de Eduardo Batista, a diretoria e boa parte da torcida já falava na efetivação de Alberto Valentim. O time não foi bem e depois Eduardo Batista foi substituído por Cuca, com a esperança da experiência do técnico vitorioso para levar os investimentos a um título de relevância.

Os títulos não vieram, Cuca acabou sucumbindo em meio a várias desconfianças de racha no elenco. Assumiu então o técnico da torcida e de parte da diretoria, ainda como interino o técnico Alberto Valentim.

O começo foi arrasador, com três vitórias em três jogos e ontem o time somente empatou com o Cruzeiro, onde o técnico foi criticado por suas escolhas. Então cabe a pergunta: Valentim é a solução?

Pesquisando a carreira de Alberto Valentim, aparece apenas um time treinado por ele... o Red Bull Brasil, justamente nessa temporada, substituindo Mauricio Barbieri, que ficou três anos no comando no time.

A passagem dele foi pífia. Depois de muitas derrotas e salvar o time do rebaixamento na última rodada apenas e mesmo estando em um time de pouca tradição com relação a torcedores, o técnico foi dispensado sendo seu trabalho considerado como decepcionante.

Assim fica a pergunta, que cabe ao Palmeiras e a sua torcida analisar para ter a certeza da resposta. Alberto Valentim é a solução para o comando técnico do Palmeiras ou está somente de passagem? Pela movimentação da diretoria, a resposta só virá após os resultados, sem convicção, como no caso de Eduardo Batista.

Marcelo Alves Bellotti


domingo, 1 de outubro de 2017

EC São Bernardo é vice campeão da Segundona Paulista

O Esporte Clube São Bernardo fez ontem a segunda partida da decisão da Segunda Divisão do Campeonato Paulista contra o Manthiqueira no Estádio Dario Rodrigues Leite em Guaratinguetá e foi derrotado pelo placar de 2 a 1.

O resultado definiu o título para a equipe de Guaratinguetá, que chegou ao seu primeiro título em doze anos de história. A Laranja Mecânica do interior empatou o primeiro confronto Vejam os gols da partida


Apesar da frustração de não ter alcançado o título, ficou a sensação do dever cumprido por parte do Cachorrão, que conseguiu o seu principal objetivo, que era o acesso para a série A3 de 2018.



O destaque também foi a presença do público, com 5.119 pagantes que fizeram a festa no final do jogo com o título do Manthiqueira

Ficha Técnica
Manthiqueira 2x1 EC São Bernardo

Data: 30/09/2017;
Local: Estádio Dario Rodrigues Leite, em Guaratinguetá;
Horário: 15h;
Árbitro: Salim Fende Chavez;
Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Vitor Carmona Metestaine;
Quarto árbitro: Lucas Canetto Bellote;

Manthiqueira: Adalberto; Guilherme Cururu, Felipe, Léo Turbo e Luciano Pit; Léo Costa, Vitor Ono, Alex Kleber (Lucas) e Lucas Batata (Vitor); Pedrinho e Lucas Boneca (Dener).
Técnico: Luis Felipe.

EC São Bernardo: Kaique; Denis, Raphael, Allan Bahia, Rômulo (Victor Luis) e Samuel; Tauã, João Mello, Erik Mamer (Erik Bessa), Lucas Gomes (Nelsinho); Felipinho, Pedro Hulk.
Técnico: Ricardo Costa.

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

PSG supera desconfianças e derrota Bayern

Foi uma noite de gala em Paris, dentro do Parque dos Príncipes. Em uma atuação de gala, o Paris Saint Germain bateu a poderosa equipe do Bayern Munique pelo placar de três a zero em jogo válido pela segunda rodada da fase de grupos da Champions League.

Os gols do PSG foram marcados por Dani Alves, Cavani e Neymar. No primeiro gol, uma assistência primorosa de Neymar, no segundo gol foi a vez de Mbappe servir Cavani, que marcou um belíssimo gol. O terceiro foi uma bela jogada de Mbappe que bateu para o gol, a bola sobrou para Neymar, que sem goleiro não teve trabalho para empurrar a bola para o gol.


O mais esperado era como se comportariam Neymar e Cavani. A reação foi a melhor possível, Cavani bateu faltas, abraçou Neymar no terceiro gol e foi abraçado no seu gol. Prevaleceu o respeito embora se perceba que não existe um clima amistoso entre os dois.


O resultado leva o PSG a liderança do grupo com seis pontos ganhos em dois jogos. O Bayern e o Celtic estão na segunda colocação com três pontos. Anderlecht ainda não marcou pontos.

Marcelo Alves Bellotti

domingo, 24 de setembro de 2017

EC São Bernardo empata o primeiro jogo da final


O Esporte Clube São Bernardo jogou ontem a primeira partida da final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão contra o Manthiqueira de Garatinguetá no Baetão, em São Bernardo do Campo e ao final dos 90 minutos o placar mostrou um empate em 1 a 1.

Análise do técnico do Bernô


O resultado foi melhor para o time de Guaratinguetá, que leva a decisão para o seu estádio precisando de uma simples vitória para se sagrar campeão do Paulistão. O próximo jogo está marcado para o próximo sábado as 15 horas em Guaratinguetá.

Gols do jogo:

Ficha Técnica:

EC São Bernardo 1x1 Manthiqueira
Data: 23/09/2017
Local: Baetão - São Bernardo do Campo (SP)
Árbitro: Kleber Canto dos Santos
Assistentes: Mauro André de Freitas e Bruno Salgado Rizo
Renda: R$ 2.750,00
Público: 550 pagantes
Cartões Amarelos: EC São Bernardo: Dênis-Manthiqueira: Léo Turbo, Pedrinho
Gols: EC São Bernardo: João Mello 14' 1T-Manthiqueira: Leonardo 37' 2T
 
EC São Bernardo
Kaique; Dênis, Rafael, Allan e Rômulo; Tauan (Alan Lopes), Erick Mamer, João Mello e Lucas Gomes (Nelsinho); Pedro Hulk (Bessa) e Felipinho
Técnico: Ricardo Costa

Manthiqueira
Adalberto; Guilherme Cururu, Léo Turbo, Felipe e Luciano Pit; Alex (Vitor Clemente), Leonardo, Vitor Ono e Lucas Lima (Lucas Monteiro); Pedrinho e Lucas Batata (Dener).
Técnico: Luís Felipe
 
 Marcelo Alves Bellotti
 
 

sábado, 9 de setembro de 2017

EC São Bernardo vence e dá passo enorme para A3

O Esporte Clube São Bernardo jogou nessa última sexta-feira no estádio Prefeito José Liberatti em Osasco contra o Osasco Futebol Clube em partida válida pela semi-final do Campeonato Paulista da Segunda Divisão e conseguiu uma importante vitória.


Mesmo jogando fora de seus domínios, o Cachorrão controlou o jogo e chegou a uma vitória pelo placar de 3 a 0 com gols de Felipinho (artilheiro do campeonato com 14 gols), Allan e Romário. O resultado deixa o Cachorrão com um pé na A3 de 2018

O jogo foi bem disputado, com o Cachorrão tendo chances mais claras para chegar ao gol, sempre com a jogada terminando nos pés de Felipinho. Porém a jogada mais clara de gol foi do Osasco, nos pés de Rafinha que acertou a trave.

O EC São Bernardo insistia nos contra ataques e, numa bola roubada por João de Mello, a bola foi para a esquerda trabalhada por Eric,  que cruzou para Felipinho escorar e fazer o primeiro gol do jogo. O Osasco sentiu o gol e partiu desordenadamente para o ataque e acabou levando o segundo gol ainda no primeiro tempo. 

Um escanteio batido no primeiro pau e o goleiro Matheus do Osasco trombou com o atacante do São Bernardo, a bola sobrou livre para Allan ampliar o placar. A vantagem conseguida no primeiro tempo fez com que o Cachorrão se retraísse na segunda etapa.

O Osasco se lançava ao ataque. O técnico Victor Hugo fez as três alterações antes da metade do segundo tempo com o objetivo de aumentar a estatura dos  seus atacantes e levar perigo na bola aérea. A cada ataque do Osasco, pelo menos quatro jogadores se colocavam na área para receber essa bola de cabeça.

O técnico Ricardo Costa colocou Alan Lopes para reforçar a marcação e trocou Pedro Hulk por Romario. E em uma jogada de contra ataque, o centroavante Romario recebeu a bola livre, driblou o goleiro e decretou o placar final.

FICHA TECNICA
Osasco FC 0x3 EC São Bernardo
Data: 8 de setembro de 2017
Local: Estádio José Liberatti - Osasco-SP
Árbitro: Alessandro Darcie
Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Risser Jarussi Corrêa
Cartões Amarelos: Osasco FC: Marreta, Rafinha - EC São Bernardo: Tauã, Alan e Lucas Gomes
Gols: Felipinho, aos 44', e Allan Baiano, aos 49' do primeiro tempo. Romário, aos 47' da etapa complementar.

Osasco FC: Mateus; Marcelo, Charles, Vinícius e Marlon; Rubens, Fernandinho (Mococa) e Lucas Santos; Rafinha (Dieguinho), Marreta e Eltinho (Gabriel) - Técnico: Vitor Hugo.

EC São Bernardo: Kaíque; Dênis, Rafael, Allan Baiano e Rômulo; Tauã, Erick Mamer, Lucas Gomes (Nelsinho) e João Melo; Pedro Hulk (Romario) e Felipinho (Alan Lopes) - Técnico: Ricardo Costa.

Marcelo Alves Bellotti

domingo, 3 de setembro de 2017

Amistoso Seleção de Master e Palmeiras agita o sábado no Primeiro de Maio

Ontem a tarde no Estádio Primeiro de Maio em São Bernardo do Campo tivemos a realização de um amistoso Beneficente entre uma Seleção Brasileira de Master e a equipe de Master do Palmeiras. O ingresso do jogo foi um quilo de alimento não perecível (exceto açúcar e sal), que serão encaminhados  para entidades assistidas pelo Fundo Social de Solidariedade de São Bernardo para famílias em situação de vulnerabilidade social cadastradas junto à Secretaria de Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedesc).

O jogo foi uma excelente oportunidade para o torcedor acompanhar os seus heróis do passado e passar uma tarde bem agradável. Os jogadores em campo responderam com muita vontade e proporcionaram um grande espetáculo. As equipes jogaram com 12 jogadores o primeiro tempo, com Orlando Morando (prefeito de São Bernardo) atuando pelo Palmeiras

De negativo podemos destacar novamente a extrema ausência de educação e cidadania de parte dos torcedores palmeirenses que cantam "meu Palmeiras" substituindo a letra do hino nacional Brasileiro. 

Edílson, atuando pela Seleção Brasileira fez novamente as embaixadinhas, repetindo o gesto da decisão do Paulistão de 1999. Claudecir pelo lado do Palmeiras não gostou e foi conversar com Edilson. Os ânimos ficaram mais exaltados até que no final do jogo o zagueiro Valtão do Palmeiras e Toninho Carlos pelo lado da seleção Brasileira em um lance isolado trocaram agressões e foram expulsos.

O resultado foi a vitória da seleção Brasileira pelo placar de 4 a 3. Os times vieram a campo escalados dessa maneira:

Palmeiras
1 - Zé Luiz, 2- Indio, 3 - Valtão, 4 - Polozzi, 5 - Claudecir,  6 - Denys, 7 - Edu Bala, 8- Sergio Soares, 9 - Reinado Xavier, 10 - Ademir da Guia, 11 - Flavio, 12 - Vinicius, 13 - Douglas, 14 - Nenê, 15 - Paulinho, 16 - Paulo, 17 - Galego, 18 - Juninho, 19 - Pires, 20 - Esquerdinha, 21 - Toninho

Seleção Brasileira
1 - Gilmar, 2 -Pavão, 3 - André Leoni, 4 - Toninho Carlos, 5 - Flavio Conceição, 6 - Silva, 8 - Geovanni, 9 - Marcelinho Carioca, 10 - Edilson, 11 - Sidnei, 12 - Robson, 13 - Biro Biro, 14 - China, 16 -Tadeu, 18 - Rodnei e 19 - Serginho.

O jogo teve a arbitragem de Heraldo de Holanda com Germano Miranda iveira e Marcio Silva como auxiliares e Oliver Casa como quarto árbitro.

O jogo teve a transmissão da Rupp Comunicação, com a minha narração e comentários de Jobel Mendes e Airton Marques.

Marcelo Alves Bellotti