sábado, 3 de novembro de 2012

APARECIDA EC - FURACÃO DO VALE

A história do futebol em São Paulo vai hoje para uma das cidades mais famosas do Brasil, a cidade de Aparecida, falar sobre o "Furacão do Vale".

A cidade de Aparecida é chamada popularmente por Aparecida do Norte é uma estância turística situada no Vale do Paraíba fundada em 17 de dezembro de 1928, tem como atrações a Basílica Nacional de Nossa Senhora Aparecida, a chamada "Basílica Velha", o Porto Itaguaçu, a Igreja de São Benedito e o Relógio das Flores, que com 9 metros de diâmetro impressiona por sua beleza.

O time da cidade foi durante 15 temporadas foi o Aparecida Esporte Clube. O time teve sua fundação em 31 de Janeiro de 1965 e veio suceder o Esporte Clube Aparecida para continuar com o profissionalismo na cidade.

Suas participações em Campeonatos Paulistas sempre foram discretas, começando na quarta divisão em 1965, subindo para a terceira divisão em 1967 até que em 1982 subiu para a segunda divisão, onde permaneceu até 1987. Após o rebaixamento em 1988 paralisou as atividades no futebol profissional, tentando ainda o retorno em 1995 e 1996 mas encerrou as suas atividades desde então.

O time ganhou o apelido de Furacão do Vale pela sua torcida, apaixonada e barulhenta que sempre acompanhava o time no estádio municipal Com. Vicente P. Penido.

A grande façanha do time foi em 1996, quando disputou a Copa Vale de Futebol, ao lado das equipes do Cruzeirense, Jacareí, São José, Taubaté e XV de Novembro de Caraguatatuba.
O campeonato foi disputado entre 21 de Janeiro e 11 de Fevereiro foi dividido em uma primeira fase com cinco jogos onde se classificavam os quatro primeiros para disputa de semi-final e final.

A equipe do Aparecida se classificou na quarta colocação e disputou a semi-final contra o poderoso Burro da Central em uma partida única em Taubaté. O jogo terminou com o placar de 2 a 1 para o Furacão, com os gols marcados por Paloma e Romero.

A final seria então jogada em dois confrontos contra o São José, sendo o primeiro em Aparecida. A torcida fez a sua parte lotando o estádio. O time tentou corresponder em campo mas ao final dos dois confrontos a equipe Joseense chegou ao título.
Confiram como foi o jogo final

11 de Fevereiro de 1996
São José 2 x 0 Aparecida EC (Aparecida) 
Estádio Martins Pereira. 
Gols – Eduardo 16 e Claudinho 31 (2ºT) 
Árbitro: Paulo César de Oliveira. 
Auxiliares: Mário Pires do Amaral e Alaor José Rodrigues.
Expulsões: Celso e Sandro (São José). 
Cartões amarelos: Silvio, Silvinho e Claudinho (SJ); Nelson, Moisés e Vítor (Aparecida). 
Renda – R$ 5.000,00. Público – 1.000. 
São José: Wlamir; Josias, Silvio, Henrique (Celso) e Carlos Alberto; Oliveira, Abílio (Lindolfo) e Sandro; Silvinho (Eduardo), Silva e Claudinho.
Técnico – Tata. 
Aparecida: Altair; Nelson, Ânderson, Marcelo e Kubas; Moisés (Vítor), Said e Romero; Zé Carlos (Adriano), Paloma e Jaílton (Manó). 
Técnico: Arnaldo Madureira.

Marcelo Alves Bellotti

Nenhum comentário:

Postar um comentário