Playlist

sábado, 14 de abril de 2012

Copa União - Discussão e polêmica

Vi uma discussão acerca da Copa União de 87 sobre o título do Sport e do Flamengo. Para podermos falar sobre o assunto é coerente lembrarmos o que aconteceu. A CBF, do presidente Octavio  Pinto Guimarães estava afundada em dívidas e declarou que o Campeonato Nacional seria disputado em um formato regionalizado.

Isso não interessava aos clubes, que formaram o Clube dos 13 com a incumbência de organizar um campeonato. A associação era composta por Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco da Gama.

Esses clubes acrescidos de Coritiba, Goiás e Santa Cruz formaram o Módulo Verde, organizaram o campeonato, venderam suas cotas de televisão para a Rede Globo, conseguiram um patrocínio da Coca-Cola para os times que por incompetência de seus diretores não tinham patrocínio e garantiram as passagens aéreas graças a um acordo com Varig. Ainda apoiaram o evento a Editora Abril e a Dover.

No outro grupo, o restante... Sem acordo com a Globo ou garantia de patrocínio na camisa, o módulo amarelo foi jogado por  América-RJ, Atlético-PR, Atlético-GO, Bangu-RJ, Ceará-CE, Criciúma-SC, CSA-AL, Guarani-SP, Internacional-SP, Joinville-SC, Náutico-PE, Portuguesa-SP, Rio Branco-ES, Sport-PE, Treze-PB e Vitória-BA. 

O América-RJ boicotou o campeonato e resolveu não participar devido ao fato de não acreditar que haveria um cruzamento entre os módulos verde e amarelo ao final do campeonato.  

Lembrando que esse critério de disputa estava retirando do grupo principal as equipes do Guarani (Vice campeã brasileira de 1986) e do América-RJ (Terceiro colocado do mesmo campeonato). É bom lembrar também que o regulamento da competição só foi divulgado meia hora depois do início do primeiro jogo do Módulo Verde, entre Palmeiras e Cruzeiro, que estranhamente teve seu horário antecipado no mesmo dia do jogo.

Ou seja, o campeonato foi uma bagunça. Ao final, a determinação para que houvesse o quadrangular entre os dois melhores classificados do módulo Verde contra os melhores do módulo amarelo não ocorreu, Flamengo e Internacional se recusaram a disputar o quadrangular e perderam suas partidas por W.O. Sport e Guarani decidiram o quadrangular, que foi vencido pelo Sport. O time Pernambucano foi declarado campeão Brasileiro pela CBF e representaram o Brasil na Libertadores da América de 1988, enquanto que o Flamengo foi declarado campeão pelo Clube dos 13 e pelo CND.

Foi uma guerra de interesses, que em muito extrapolou os interesses do futebol. Empresas investiram pesado em um campeonato dos sonhos, sem rebaixamento e com estádios lotados. O Módulo amarelo era fadado ao fracasso.

O que fica para mim, são algumas conclusões:
1 - Em 1987 tivemos dois campeões brasileiros legítimos... um da CBF, o Sport e outro da Liga (Clube dos 13), o Flamengo.
2 - Não há sentido em entregar a "taça das bolinhas" (pertencente a CBF) a quem não disputou o torneio da entidade.
3 - Na guerra entre poderes, quem perdeu foi o futebol brasileiro, com a formação de oligopólios esportivos (que não ficam restritos aos clubes) e que mandam e desmandam nesse país a partir dessa época.

Marcelo Alves Bellotti

Nenhum comentário:

Postar um comentário