Playlist

domingo, 22 de fevereiro de 2015

XV demite seu técnico

O XV de Piracicaba anunciou na manhã deste domingo a demissão do seu técnico. Roque Junior e a diretoria chegaram a um acordo. Em uma nota curta no perfil do Facebook, a diretoria anunciou:

Nota Oficial
O XV de Piracicaba informa que Roque Junior não é mais o treinador do clube alvinegro. Após a derrota para o Linense, o presidente Rodrigo Boaventura conversou com o técnico e, em comum acordo, Roque Junior deixou o comando da equipe.
Em breve, será anunciado o novo treinador para a sequência do Campeonato Paulista 2015.

A campanha de Roque Junior foi realmente pífia. Em seis jogos, o Nhô Quim chegou a apenas uma vitória no campeonato, acumulou cinco derrotas e está atualmente na zona do rebaixamento. O presidente do XV, Rodrigo Boaventura até tentou, garantiu a continuidade do trabalho, mas a gota d'água veio na derrota contra o Linense na noite de ontem. 

Após o jogo, o jornalista da Radio Jovem Pan News de Piracicaba, decidiu boicotar a entrevista coletiva do técnico do XV. O repórter conseguiu apoio das coirmãs Difusora de Piracicaba e Educadora de Piracicaba.

A alegação é: "Chegamos a um consenso que as respostas seriam as mesmas e que ele, de entrevistado, seria mais uma vez o entrevistador, questionando a nós com perguntas. Por isso, a gente achou que seria desnecessário participar da coletiva"

Uma situação delicada onde todos erram. O torcedor do XV, por mais que não goste do trabalho do técnico da sua equipe, e por mais que o trabalho do treinador, seus métodos ou sua educação sejam questionáveis, é dever da imprensa questionar o seu trabalho. Se no caso do repórter ele achou por bem não ouvi-lo isso deveria ser uma decisão de sua própria rádio, e não na forma de boicote!

Essa postura completamente equivocada e anti-profissional da imprensa Piracicabana torna-se  uma ameaça, pois imaginem se eles resolverem boicotar o atacante Paulinho, dizendo que ele sempre dá as mesmas declarações? Ou então boicotar o presidente do time, por questionar o entrevistador? 

Roque agradeceu a diretoria pela oportunidade: “Sei que o trabalho que estava realizando era bom, apesar dos resultados. Entendo a cultura de resultados imediatos no futebol brasileiro, embora não concorde. Agradeço ao presidente Rodrigo (Boaventura), que confiou no meu trabalho e me deu a oportunidade para iniciar a carreira de técnico”

O fato é que o time de Piracicaba está a procura de um novo técnico. A uma expectativa dos torcedores pelo retorno de Moises Egert, vamos aguardar...

Marcelo Alves Bellotti

Copa Verde! Ideia de Bom Senso

Na região Norte e na região Centro Oeste (exceto Goiás) do País está sendo disputada a Copa Verde. Participam desse torneio 16 equipes representando seus estados, sendo a quantidade de representantes definido pelo Ranking da CBF. Essa distribuição prevê para essa edição três vagas para o estado do Pará, duas para os estados do Amazonas, do Mato Grosso e o Distrito Federal e uma para os demais estados participantes. O campeonato dá uma vaga para a Copa Sulamericana e conta com a transmissão da TV Esporte Imperativo.
O torneio é disputado por equipes de acordo com a sua participação no Campeonato Estadual. Então temos. 

Acre - Rio Branco - Campeão Estadual
Amapá - Santos - Campeão Estadual 
Amazonas - Nacional - Campeão Estadual e Princesa do Solimões - Vice Campeão Estadual
Distrito Federal - Luziânia - Campeão Metropolitano e Brasilia - Vice Campeão Metropolitano
Espírito Santo - Estrela do Norte - Campeão Estadual
Mato Grosso - Cuiabá Campeão Estadual e Luverdense - Vice Campeão Estadual
Mato Grosso do Sul - Cene - Campeão Estadual
Pará - Remo - Campeão Estadual, Paysandu - Vice Campeão Estadual e Independente - 3º colocado
Rondônia - Vilhena - Campeão Estadual
Roraima - São Raimundo - Campeão Estadual
Tocantins - Tocantinópolis - Campeão Estadual

Foto: Fernando Torres
Os 16 times se dividem em oito confrontos, de onde sairão os oito times que disputarão as quartas de final. Ontem tivemos os jogos de volta da primeira fase. O Paysandu se classificou para a próxima fase, eliminando o Santos-AP com uma vitória ontem pelo placar de dois a zero no Estádio do Curuzu, em Belém. O jogo foi acompanhado por mais de seis mil pessoas.

No outro jogo do dia, o Princesa do Solimões chegou a classificação em um jogo disputado no estádio Ismael Benigno, na Colina. O jogo foi acompanhado por 786 pessoas que vibraram com a vitória do Princesa do Solimões. Raphael Maddy, diretor de futebol do Princesa do Solimões declarou aos amigos da Radio Já Panamazônica: "Apesar da vitoria não gostei da apresentação do clube. Jogamos melhor fora de casa, a equipe não rendeu o esperado. Vamos ter que trabalhar mais. O importante é a vitoria. Temos que trabalhar para ajustar e entrosar melhor" 

Hoje teremos o complemento da rodada e a definição das oitavas de final. Paysandu pega na próxima fase o vencedor entre Nacional e Vilhena, enquanto o Princesa do Solimões aguarda o vencedor de Remo e Rio Branco. Remo e Nacional levam vantagem por terem vencido o primeiro confronto.

O futebol dá mostras de que não é preciso inventar a roda e que podemos acomodar Estaduais com Regionais, com formato de torneios sem prejudicar o Campeonato Brasileiro. Basta um pouco de vontade. O Nordeste também já faz um campeonato regional, além dos Estaduais. O modelo poderá "salvar" o calendário, se os times pensarem no futebol enquanto negócio e conduzirem o assunto pensando no futebol e não somente em acordos com TVs e benefício de alguns.

Marcelo Alves Bellotti

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

XV vence a primeira no Paulistão

O XV de Piracicaba jogou ontem em campinas no estádio Moises Lucarelli pelo fechamento da quinta rodada do Campeonato Paulista da série A1 contra o Red Bull Brasil e venceu s sua primeira partida neste Paulistão em 2015 pelo placar de 3 a 2.

O jogo foi cheio de oportunidades para ambos os lados, o XV estava nervoso e apesar de ter saído na frente o Nhô Quim permitiu o empate ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, Chico colocou o time do técnico Roque Junior em vantagem, mas Lulinha empatou novaente.

O jogo se encaminhava para o final,o Red Bull tinha mais a posse de bola e o XV ia segurando o empate, mas aos 47 minutos do segundo tempo, em uma falta lateral, Tony cruzou para a área e o zagueiro Rodrigo marcou o gol da primeira vitória do XV no Paulistão. No final do jogo, o técnico do Red Bull Mauricio Barbieri foi conversar com um jogador do XV. A atitude foi reprovada pelo técnico Roque Junior e houve um princípio de confusão, mas o que valeu mesmo foi o resultado. Após o jogo, o técnico falou sobre o resultado e destacou a confiança no seu elenco: “Temos um grupo de qualidade e estávamos fazendo bons jogos. A diferença é que hoje veio a vitória. Novamente tivemos mais posse de bola e finalizamos mais a gol.  Agora é olhar para frente, manter o bom trabalho e buscar sempre as vitórias” , declarou ao site oficial do XV.

Foto: Facebook XV
Para assistir os melhores momentos do jogo, clique aqui

O próximo jogo do Nhô Quim será em Lins, no sábado dia 21, no Estádio Gilberto Siqueira Lopes contra a equipe da Linense. O resultado dá um fôlego extra ao técnico Roque Junior e afasta o time de Piracicaba temporariamente da ameaça do rebaixamento.

Ficha Técnica

Campeonato Paulista 2015 – 1ª Fase
5ª rodada

Red Bull 2 x 3 XV de Piracicaba

Data – 18/02/2015
Horário – 19h30
Local – Estádio Moisés Lucarelli, Campinas
Árbitro – Marcelo Rogério
Auxiliares – Emerson Augusto de Carvalho e Carlos Augusto Nogueira Júnior
Quarto árbitro – Márcio Henrique de Gois
Gols – Paulinho aos 13’/1T (XV), Edmilson aos 32’/1T (RBB), Chico aos 14’/2T (XV), Lulinha aos 20’/2T (RBB) e Rodrigo aos 47’/2T (XV)
Cartões Amarelos – Clayton, Paulinho (XV)
Público – 950 torcedores
Renda – R$8.355,00

Red Bull – Juninho, Jonas, Willian Magrão, Fabiano Eller, Andrade, Romário, Wilson Júnior (Gustavo Scarpa), Jocinei (Isac), Edmilson, Lulinha (Allan Dias) e Raul. Técnico Maurício Barbieri

XV de Piracicaba – Ramon Azevedo, Eder Sciola, Leonardo Luis, Rodrigo, Fernandes, Clayton, Chico (Diego Silva), Tony, Paulinho, Bruninho (Henrique) e Roni (Daniel Bueno). Técnico Roque Júnior

Marcelo Alves Bellotti

- See more at: http://www.xvpiracicaba.com.br/futebol/xv-vence-red-bull-em-campinas-e-assume-a-vice-lideranca-do-grupo-4/#sthash.xeaC0rT3.dpuf


quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Libertadores inicia fase de grupos

Ontem iniciou a fase de grupos da Libertadores. E como era de se esperar, o time fraquíssimo do Deportivo Tachira foi impiedosamente goleado pelo Racing Club da Argentina por 5 a 0. Destaque para Bou e Diego Milito.

Pelo grupo 5 o Montevideo Wanderers derrotou o Zamora pelo placar de 3 a 2. O detalhe é que o Zamora ganhava por 2 a 1 e depois teve dois jogadores expulsos, que facilitou as coisas para o time visitante.

Pelo grupo 1, do Atlético Mineiro, o Atlas perdeu seu jogo de estréia mesmo jogando em casa para o Santa Fé por 1 a 0. O grupo 4 apresentou os dois jogos ontem. O Universidad Chile foi derrotado pelo Emelec por 1 a 0 e o Internacional de Porto Alegre foi derrotado pelo The Strongest.

Sei que hoje todos falarão que o time foi derrotado pela altitude de La Paz, mas vendo o jogo posso afirmar que o time do Inter foi derrotado pelo melhor futebol do time Boliviano, comandados por Pablo Escobar.

Essa é a Libertadores, com jogos de nível técnico duvidoso, mas com muita raça e vontade!

Marcelo Alves Bellotti

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Campeonato Gaúcho... Felipão mostra a cara!

Luiz Felipe Scolari é famoso pelo temperamento, por demonstrar em público seu temperamento forte e suas posições com relação ao que pensa. Tem um currículo invejável, sua coleção de títulos incluem:  três campeonatos Gaúchos, dois campeonatos Alagoanos, quatro títulos da Copa do Brasil, um torneio Rio-São Paulo, um torneio Sul Minas, um Campeonato Brasileiro,  duas Copas Libertadores da América, uma Copa Mercosul e uma Recopa Sul Americana, isso somente no Brasil. Fora do Brasil foi campeão da Copa do Emirado do Kuwait pela equipe do Qadsia, foi campeão Uzbeque pelo Bunyodkor. Pela seleção Portuguesa chegou ao quarto lugar na Copa do Mundo e no vice-campeonato da Euro. Pela seleção Brasileira, títulos ca Copa das Confederações em 2013 2 da Copa do Mundo em  2002.

Isso demonstra sua competência em armar times campeões, além de credenciá-lo a fazer palestras motivacionais, falando sempre das suas conquistas e da sua carreira vitoriosa com bom humor. Porém suas atitudes não demonstram o que foi a sua carreira. Sempre que possível, podemos observar o técnico mal humorado, dando exemplos de falta de equilíbrio e de postura não condizente a um líder.

Felipão cansa de dar maus exemplos como ser humano, exemplos que não o credenciam como líder e posturas que mostram uma característica que não condizem com o seu currículo e principalmente para servir de palestrante a líderes empresariais. Certa vez, ao se referir sobre a pressão que pudesse vir das arquibancadas, Felipe se referiu ao trabalho efetuado pelos bancários... 



Como técnico da seleção Portuguesa, Felipão não teve dúvidas em no auge do seu desequilíbrio, demonstrou completa falta de preparo e deu um exemplo daquilo que um líder não deve fazer, agredindo um jogador da equipe adversária 



Ano passado, após ser o responsável como líder do elenco pela maior vergonha da história do futebol brasileiro em todos os tempos, Felipão demonstrou toda a sua calma, explicando que a vida continuaria e que tinha conseguido um grande quarto lugar.

Aliás, Felipão não erra... todos erram... os árbitros, os torcedores, os repórteres, menos ele! Ele segue sendo a prova de erros. E sempre expõe seja lá quem for, para confirmar suas convicções. A última dele foi uma "auto-expulsão" no jogo contra o Veranópolis. Após a segunda derrota seguida no Gauchão, Luiz Felipe Scolari atacou o próprio grupo, para justificar a completa e total incapacidade de dar padrão a um time de futebol. Insatisfeito pela atuação do Grêmio, técnico deixou o gramado antes do apito final do árbitro. 

O técnico declarou: "Eu me expulsei. Mais vergonha do que isso, é impossível passar. A equipe não apresenta nada daquilo que fazemos no treinamento. Não adianta enganar a torcida. Não tinha mais o que fazer, vim embora para o vestiário. Acabou o assunto. Não criamos e não fizemos nada. Os adversários vêm aqui e tomam conta. Do que adiantava ficar ali gritando, melhor que termine o jogo. Melhor ficar de cabeça fria para não tomar uma atitude errada. Quando se postam do meio para trás e se organizam, não conseguimos furar o bloqueio adversário. Quando vão ao ataque, fazem o gol. São coisas que acontecem no futebol e temos que trabalhar e buscar alternativas, que não estão funcionando".

E assim segue Luiz Felipe Scolari... os dirigentes seguem idolatrando essa figura tosca, os empresários seguem pagando (pasmem!!!) para ele fazer discursos motivacionais e ele segue invicto, em toda a carreira sem nenhum erro!!!

Marcelo Alves Bellotti